OCP – “Noites de Queluz” – Paris e a Revolução Iluminista

10 de novembro 2019 | 21h30 | Sala do Trono – Palácio Nacional de Queluz

No Palácio Nacional de Queluz, revive-se o esplendor da música setecentista, com a 5ª edição do ciclo “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie”, uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais e Setecentistas de Portugal – Divino Sospiro, com direcção artística de Massimo Mazzeo.

A decorrer entre 17 de outubro e 10 de novembro, esta edição apresenta uma multiplicidade de repertórios que abraçam um século de história, passando do barroco tardio e chegando às portas do romantismo, com destaque para a figura de Johann Sebastian Bach.

A Orquestra de Câmara Portuguesa vai encerrar esta 5ª Temporada, com o concerto “Paris E A Revolução Iluminista”sob a direção de Pedro Carneiro.

“Capital cultural da Europa de Setecentos, Paris foi o berço do ‘Iluminismo’, corrente que marca um ponto de viragem na civilização europeia. Na música, o Iluminismo está conotado com o chamado ‘estilo clássico’, aí se incluindo as várias correntes que lhe deram origem. Os compositores do presente programa ligam-se ao Iluminismo antes de mais por via da sua vinculação ao estilo clássico, mas também por outro traço: a sua filiação a lojas maçónicas, as quais foram importantes fóruns de disseminação dos ideais iluministas entre as elites sociais e culturais da época.”

Repertório:

Johann Christian Bach (1735-1782)
• Abertura de “Amadis des Gaules”, W.G 39

Ignaz Joseph Pleyel (1757-1831)
• Sinfonia concertante em Fá Maior, B.113

– intervalo –

Joseph Haydn (1732-1809)
• Sinfonia n.º 84, em Mi bemol Maior, “In Nomine Domine”, Hob.I:84

Bilhetes à venda nas bilheteiras da Parques de Sintra, online em www.parquesdesintra.pt e www.blueticket.pt, FNAC, Worten, El Corte Inglés, MEO Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e de Cascais.

Mais informações: https://www.parquesdesintra.pt/event/noites-de-queluz-2019-paris-e-a-revolucao-iluminista/