Manifesto pela Cultura

Manifesto pela Cultura – Uma iniciativa Gerador

O contexto incerto de hoje obriga-nos, a todos, a um recolhimento social inédito, inusitado e, acima de tudo, inesperado. Todo o nosso dia-a-dia de trabalho, relações humanas e lazer foi, repentinamente, alterado. A forma como pensamos o trabalho mudou. Mas também mudou a forma como estudamos, como nos cumprimentamos, como olhamos para uma ida ao supermercado ou para uma qualquer, em tempos simples, deslocação para fora de casa. Naturalmente, mudou também a forma como nos relacionamos com a cultura. 

Enquanto público tivemos que nos habituar rapidamente à ideia de que em vez de nos deslocarmos a um sítio para usufruir de cultura, um teatro, uma sala de cinema, um restaurante, uma livraria, um bar, entre muitos outros espaços onde esta acontece, a passámos a receber em casa. Acima de tudo através da Internet e de plataformas como o Facebook ou o Instagram que nos conseguem trazer, até em tempo real, as iniciativas culturais que nos ajudam a, por momentos, viajar para uma narrativa onde somos mais livres. 

Por outro lado, enquanto autores ou entidades que promovem e pensam a cultura em Portugal, tivemos rapidamente que nos reinventar para que esta, como uma das melhores expressões da humanidade, não deixasse de chegar, durante este período, às pessoas. Os espaços onde habitualmente a apresentávamos ou programávamos, nomeadamente aqueles que são geridos por algumas das entidades signatárias deste manifesto, estão hoje de portas fechadas. Mas isso não pôs ou não pode pôr em causa a importância que a cultura tem na vida de todos e a necessidade de esta continuar a chegar à sociedade, principalmente neste período frágil e perturbador que vivemos.  

Como resposta a este desafio muitos artistas e entidades culturais começaram, neste período, a investir de uma forma extraordinária em plataformas como o Facebook ou o Instagram, para ganharem a atenção do público e encontrarem soluções alternativas para levar cultura às pessoas que não passem pela via presencial. Desde concertos, festivais, performances, iniciativas de diversas dimensões artísticas que são, no geral, gratuitas para o público. Nesse sentido, artistas e entidades culturais passaram a ser, através das suas páginas, um canal reforçado de tráfego para estas plataformas sem, no entanto, receberem qualquer benefício financeiro com esse esforço. 

Como o próprio Facebook já explicou no seu blog, nos países mais atingidos pela Covid-19, a troca de mensagens nas suas plataformas cresceu mais de 50% no último mês, as mensagens de voz e vídeo chamadas mais do que duplicaram no Messenger e no Whatsapp e em Itália, especificamente, houve um aumento de 70% na utilização das apps da empresa desde que a crise atingiu o país. Adicionalmente, ainda em Itália, as visualizações dos diretos no Facebook e Instagram duplicaram numa semana. 

Nesta fase em que todos estamos afastados da rua e onde assistimos a um colapso do investimento das entidades nos meios publicitários tradicionais, como o exterior ou a imprensa em papel, é natural que exista uma captura de uma percentagem significativa dos investimentos que antes eram dispersos por vários canais, como os que referimos em cima, por parte de entidades como o Facebook ou a Google. 

Neste sentido, a comunidade artística portuguesa juntou-se para sensibilizar o Facebook e a Google a criarem plataformas de apoio aos artistas e às entidades que programam e pensam a cultura no nosso país, tais como: 

1. A existência de um fundo de apoio à concretização de projetos culturais, a serem implementados por artistas ou entidades 

2. A possibilidade de entidades e artistas promoverem gratuitamente conteúdos nestas plataformas, nomeadamente através da existência de um plafond mensal que lhes possa ser atribuído

Este manifesto vem ainda reforçar o que tem vindo a ser trabalhado no seguimento da diretiva sobre os direitos de autor no mercado único digital, aprovada pelo Parlamento Europeu a 26 de março de 2019, no seguimento de um acordo alcançado com o Conselho da UE. Esta diretiva procura assegurar a melhor aplicação dos direitos de autor nas grandes plataformas digitais e agregadores de conteúdos como o Facebook, Google News ou YouTube, nomeadamente através de acordos de remuneração e reforço dos direitos de negociação dos criadores que se tenham identificado como proprietários de uma obra. Uma crise como a que vivemos hoje acentua as fragilidades da relação destas plataformas com os criadores, cujo trabalho já há muito tempo é, por elas, monetizado. 

Nesse sentido, apelamos ainda a que programas de apoio como os que propomos possam ser entendidos não como pontuais e exclusivos deste período frágil que vivemos, mas sim como um caminho para continuar a ser percorrido no futuro. 

O papel de apoio aos artistas e entidades culturais também passa pelas entidades privadas mais capazes de ultrapassarem estes tempos tumultuosos. 

A lista de subscritores atá á data:

48 Hour Film Project Lisboa
50 Cuts Associação Cinematográfica
A Bela Associação
a bruxa Teatro
A Flor do Lácio
A Pequena Galeria
A Sala
A.M.A.E.I. – Associação de Músicos Artistas e Editoras Independentes
Akacorleone (Artista multidisciplinar)
Alexandre Pascoal (Presidente do Conselho de Administração do Teatro Micaelense)
Algures, Colectivo de Criação
Ana Filipa Olímpio (Ilustradora)
André Gago (Ator e escritor)
Anjos70 – espaço cultural
Apaixonarte
Associação Cultural FOmE
Associação de Imagem Portuguesa
Associação PédeXumbo
Associação Tenda
Beat Hotel
BoCA – Biennial of Contemporary Arts
Caminhos do Cinema Português
Catarina Alves (Escultora)
Catarina Glam (Artista de arte urbana)
Catarina Pereira Faria (Programadora cultural)
Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Chão de Oliva – Centro de Difusão Cultural em Sintra / Festival PERIFERIAS
Cine Clube do Barreiro
Cineclube Aurélio da Paz dos Reis
Cinema Novo CRL
Circus Network
Colectivo Estuário
Companhia de Dança Contemporânea de Évora
Companhia de Teatro de Braga
Confederação – Colectivo de Investigação Teatral
Contra (Artista de arte urbana)
Crack Kids Lisboa
Cristóvão Campos
Cultural Trend Lisbon
Cuscuz Design
d’Orfeu AC
Daniel Eime (Artista plástico)
DeVIR/CAPa
DuplaCena
Élvio Camacho
Fábrica Moderna
Falcão Lucas
FANTASPORTO – Festival Internacional de Cinema do Porto
Fértil – Associação Cultural
FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa
Festival Semibreve
Festival Sete Sóis Sete Luas
Festival TODOS / Academia de Produtores Culturais
FIAR – Festival Internacional de Artes de Rua
FICA – Oficina Criativa
Filipe SJ (Designer Digital)
Fundação José Saramago
FUSO – Anual de Videoarte Internacional de Lisboa
Gerador
Gnration
Gonçalo Marques (Artista musical)
Halfstudio
Hugo Henriques (Ilustrador)
Hugo Loureiro (Coordenador de Programação do Theatro Circo)
Iminente – Festival Urbano de Arte e Música
IndieLisboa – Festival Internacional de Cinema
Isabel Simões Pinto (Vereadora da Cultura e Eventos da Câmara Municipal de Estarreja)
Ivo Canelas (Ator)
Joana Gama (Artista musical)
Joana Rodrigues (PITANGA, Artista visual)
José Anjos (Artista Musical e Poeta)
José Costa – Banzé (Agencia de booking e editora)
LAC – Laboratório de Actividades Criativas
LARGO Residências
Las Palmas Project.
Leirena Teatro
Lena d’Água (Artista musical)
Lovers & Lollypops
Luis Manuel Portugal Peixoto Lopes (Programador e Gestor cultural, Cine-Teatro de Estarreja)
Malapata Gallery
Manuel Molarinho (Artista musical)
Margarida Perrolas (Departamento de Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Figueira da Foz)
Maria Imaginário (Artista Multidisciplinar)
Maria João Brilhante (Diretora do Mestrado e do Doutoramento em Estudos de Teatro na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa)
Maria José Guerreiro (Vereadora, Câmara Municipal de Viana do Castelo)
Mariana Tengner Barros (Performer)
Marta Silva (Gestora cultural)
Maus Hábitos, Espaço de Intervenção Cultural
MiratecArts/Azores Fringe Festival
MOTELX – Lisbon International Horror Film Festival
Noiserv (Artista musical)
Nuno Soares (Diretor de Casa das Artes de Arcos de Valdevez)
O Espaço do Tempo
Ocupart
Oficina do Cego
Orquestra Metropolitana de Lisboa
Ovídio de Sousa Vieira (Diretor Artístico do Teatro Diogo Bernardes / programador cultural)
Paulo Furtado (The Legendary Tigerman, artista musical)
Quarta Parede – Associação de Artes Performativas da Covilhã
Revista Bíblia
Ricardo Guerreiro Campos (Artista visual e Performer)
Rita Ravasco (Artista visual)
Rui Horta (Coreógrafo e Bailarino)
Rui Madeira (Encenador)
Saliva Diva
Sardinha em Lata – Animation Cinema Producer
Sérgio Hydalgo (ZDB)
Sindykatz (Djanes)
Sir Tile Design
SOS ARTE PT
Surma (Artista musical)
Teatro Feiticeiro do Norte – Associação Cultural
Teatro Ibérico
Teatro Instável
Teatro Mosca
Teatro Nacional 21
Teatro Regional da Serra do Montemuro
TEIA19
Temps d’Images
Tiago Hesp (Artista de arte urbana)
Tiago Silva (Produtor de eventos)
Tó Trips (Artista musical)
Tremor Festival
UM AO MOLHE – Festival
Vanessa Teodoro (Artista visual)
Vasco Maio (Artista visual)
Village Underground Lisboa
Zero em Comportamento
Zigur Associação Cultural
Zoom Associação Cultural9500 Cineclube
André Almeida Rodrigues (Cineasta e Realizador)
André Imenso Cruz (Produtor)
André Pires (Artista musical/sonoplasta)
Aníbal Zola (Palankalama, Les Saint Armand e Projeto Ferver)
António Fernandes (Makuma)
Armazém 8
Associação Cultural Teatro Efémero
Avenida Café-Concerto
Ballet Contemporâneo do Norte
Barry White Gone Wrong
CABRITA
Cadeira Amarela
Cais Sodré Funk Connection
Captain Boy
Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra
Centro InterCulturaCidade
Cosmic Burger
Daniel Blaufuks (Artista visual)
Daniel Gamito Marques (Dramaturgo e encenador)
DROID-id
Evgenia Emets (Artista visual)
Fenther ComPress
Henrique Costa Santos (Produtor cultural)
João Cabrita (Artista Musical)
João Canedo (Artista musical)
João Moreira (Engenheiro de som, Moreira Studios)
Kilig – Cooperativa Cultural
Laura Grilo Carlota de Sousa Macedo (Artista visual)
Leonor Carrilho (Comunicação)
Luís Raimundo (Artista musical, Keep Razors Sharp, The Poppers, RAY)
Marcelo Jorge da Silva (Artista visual)
Maria de Medeiros (Artista musical, teatral, cinematográfica)
Marina Rei (Produtora e programadora cultural)
Miguel F (Artista visual)
Miguel Filipe (Artista musical e performer)
MIOLO – Galeria
NORTON
Nuisis Zobop
Omnichord Records
Os Filhos de Lumière – associação cultural
Patrícia Carreira (Encenadora)
Patrícia Paixão (Produtora)
Paulo Prazeres (DROID-id)
Peter De Cuyper (Artista musical)
Raquel Freire (Realizadora)
Renata Bueno (Artista visual)
Ricardo Campino (Audiovisuais)
Safari Associação Cultural
Show It Dance Academy
Sílvia Pinto Coelho (coreógrafa, investigadora do ICNOVA)
Solange Costa (Ilustradora)
Teatro Art’Imagem
Teatro das Beiras
The Office Sessions
The Twist Connection
Viton Araújo (Poeta e Diretor Criativo)
XXIII BEATS
Zara Tejo (artista musical)Afonso Faria (Artista musical)
António M Cabrita (Coreógrafo e Bailarino)
Bruno Campos (Designer e ilustrador)
Byfurcação, Associação Cultural
Companhia Paulo Ribeiro
Cristina Ferreira Gomes (Realizadora)
Duarte Valadares (Coreógrafo e intérprete)
Filipe Araújo (Ator)
Fora da Gaveta – Associação de Promoção e Educação pelas Artes
João Garcia Barreto (Gestor/Músico e Autor)
Juliana Almeida (Project Manager, Galeria Underdogs)
Liliana Leite (Atriz)
Madalena Palmeirim (Artista musical)
Manuel Linhares (Artista musical)
Mariana Bessa (13_31Booking)
Mário Redondo (Ator, cantor e encenador)
Miguel Falcato (Artista de banda-desenhada, ilustração e animação)
Nelson Duarte (Artista visual)
O Homem em catarse (Artista musical)
Odete (Dj, performer e produtora)
Rafaela Gomes (Bailarina)
RUGAS Associação cultural
Rui Correia (Agente)
Tamara Alves (Artista Visual)
ZatarasAFCE – Associação Filarmónica Cultural Ericeira
Clara Saleiro (Artista musical)
Daniel Viana (Ator)
Daniela Guerreiro (Artista visual)
FEA – Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa
Fernando Pêra (Gestor cultural)
Hugo Barros (Produtor)
João Soares (Mera – Record Label)
Manuela Morais (Produtora Cultural)
Miso Music Portugal Associação Cultural
Pedro Domingues (Artista musical)
Rua das Gaivotas 6/Teatro Praga
Teresa Sobral (Atriz, encenadora e formadora)
Tiago Colaço (Ilustrador)
Tiago Marques (Artista musical)
ululatus ediçõesCarlos Pereira (Ator)
José Maria Dias (diretor artístico do Teatro Estúdio Fontenova)
Festival Internacional de Teatro de Setúbal – Festa do Teatro
Graziela Dias (Atriz, diretora de produção)
Joana de Verona (Atriz)
RitaGT (Artista visual)
Teatro Estúdio Fontenova
teatro meia volta e depois à esquerda quando eu disser
Avanca Film Festival – Festival Internacional de Cinema AVANCA
Cine Clube de Avanca
Ezequiel Santos (Fórum Dança)
Filmógrafo – Estúdio de Cinema
João Godinho (Compositor)
Paula Gomes-Ribeiro (Musicóloga, Professora Universitária)
Pedro Lucas (Artista musical)
Teresa Mello Sampayo (Atriz)
Adriana Melo (Atriz e Criadora)
Associação Amigos do Coliseu do Porto
Catarina Caetano (Atriz e produtora)
Clara Nogueira (Atriz)
Daniel Roque Siquenique (Fotógrafo e cartoonista)
Edite Esteves (Escritora e jornalista)
Graça Ochoa (Atriz)
Isabela Figueiredo (Escritora, Novo Mundo)
Jovem Orquestra Portuguesa
Maternidade
Orquestra de Câmara Portuguesa
Projecto Ruínas
Rui Ramos (Escritor e ilustrador)
Sara Machado (Gestora cultural)
Peripécia Teatro
Sérgio Godinho (Artista Musical, escritor e ator) 
Frederico Draw (Artista Visual e Arte Urbana)
Sara Raquel Pereira do Casal Ferreira (Produtora executiva e administrativa)

https://gerador.eu/mais-de-100-artistas-e-entidades-nacionais-juntam-se-para-pedir-apoio-ao-facebook-e-google/?fbclid=IwAR115jdoZYx2kxqlDhWkgI-Fwv7It0cDYBetdWb9bZ-9vb-rDjgG21fKaNY

Créditos – Ilustração de Hugo Henriques
Manifesto – Uma iniciativa Gerador