Orquestra de Câmara Portuguesa – Drumming, Steve Reich – CCB

19 de julho de 2020 | 19H00 | Praça CCB – Centro Cultural de Belém

Em meados dos anos 1960, um jovem norte-americano de ascendência judia ouviu uma série de gravações de música da África Ocidental. O fascínio foi tão intenso que, anos mais tarde, conseguiu realizar o sonho de visitar o Gana, durante o verão de 1970, onde aprendeu a música de várias tribos com o Ghana Dance Ensemble e o seu mentor, o master drummer Gideon Alorworye. Nesse verão mágico, presenciou que a música vive de mãos dadas com a dança e a vida no seio das comunidades. No seu regresso a casa desenvolveu esta aprendizagem com o seu interesse nos loops com fita magnética e o estudo das grandes orquestras de percussão de África e Indonésia. Deste caldeirão de influências nasceu Drumming, uma composição com quatro andamentos contínuos, que se desenvolve a partir de uma simples célula rítmica. Uma obra visceral, inovadora e poderosa e uma mensagem agregadora que quase meio século depois da sua estreia nos continua a demonstrar que a Música pode unir, celebrar e inspirar uma sociedade global, onde a esperança, igualdade, educação e cultura são pilares universais. Tão simplesmente como na mensagem da Ode à Alegria de Schiller: «Abraçai-vos milhões! Neste beijo universal! Irmãos sobre a celeste esfera.» — Pedro Carneiro

Programa
Steve Reich – Drumming

Ficha artística

Percussão:
Pedro Carneiro, Tomás Moital, Pedro Tavares, Agostinho Sequeira, Marco Santos, Rafael Picamilho, António Machado, Cristiano Rios, Alexandre Ferreira Silva

Flautim:
Rui Maia

Soprano:
Inês Lopes

Contralto:
Rita Tavares

Ficha técnica

Direção Artística – Pedro Carneiro
Direção Executiva – Alexandre Dias
Diretora de Projetos e Inovação – Teresa Simas
Consultor – José Augusto Carneiro
Produção – Madalena Branco, Gabriel Lapas
Gestor de Comunidade – André Butler
Fotografia – Bruno Vicente
Consultor para o projeto – Doug Perkins

Apoio: República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes